Skip navigation

às vezes escolhemos vias neuróticas por que passamos mais ou menos demoradamente. estas vias têm mil atalhos como de labirintos, condenando-nos ao círculo.

 

a rota de fuga é, em princípio, simples: reta vertical e horizontal, cavando para compreender, elevando-nos para superar, derrubando as paredes que nos cercam. o problema reside no teor de açúcar de circular ao infinito.

 

alegria exige disciplina dietética.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: